Pesquisa
Filters

COMO ESCOLHER UM INFLUENCIADOR PARA DIVULGAR A SUA MARCA AUTORAL

como escolher influenciador elementuá

 

Não é de hoje que as marcas usam influenciadores para divulgar seus serviços ou associar certos valores aos seus produtos. O tal marketing de influência não é algo novo, sempre foi possível executar ações focadas em indivíduos que exerçam algum tipo de encantamento em potenciais clientes. Agências faziam (e fazem) pesquisa de imagem de pessoas públicas para testar a aceitação com o público e escolher a cara de uma nova campanha.

A coisa cresceu e tomou outras proporções com o influenciador digital. Se antes, apenas empresas que pudessem desembolsar o cachê de uma celebridade podiam se utilizar do formato, hoje a coisa se profissionalizou, se transformou e todo mundo pode ter acesso a alguém para fazer um publi para sua marca. Porém, como tudo na comunicação, sem estratégia, você pode acabar gastando dinheiro (ou produto, lembram das permutas?) em vão. Muitas pessoas olham única e exclusivamente para o número de seguidores de alguém e isso significa muito pouco quando você vai escolher uma pessoa para divulgar a sua marca.

Hoje existem diversas ferramentas que podem te direcionar na escolha de um influenciador, mas a maioria delas são pagas (e caras). Para quem não tem acesso, você pode contratar um consultor de marketing de influência para conduzir sua campanha ou seguir algumas pequenas dicas, que parecem trabalhosas, mas são bem fáceis de colocar em prática:

- Muito mais que seguidores
O número alto de seguidores enche os olhos, mas como já foi dito, significa muito pouco. Se você pretende pagar por uma publicação, antes de qualquer coisa, peça para ver os números de alcance e engajamento da pessoa. Se o seu objetivo é apenas enviar o produto para divulgação, dá pra ter uma noção desses números apenas olhando as curtidas e comentários nas postagens. Exemplo: uma pessoa com 60 mil seguidores, mas que tem uma média de 300 curtidas, poucos comentários nas postagens, não tem uma audiência tão engajada. O investimento, provavelmente, não vale a pena.

- Alguém que combine com a sua marca
Você vê um feed bonito, fotos de viagens, festas, mas é preciso se perguntar: o quanto esse influenciador vende para o meu cliente? Conheça quem são as pessoas que estão dispostas a consumir a sua marca e vá em busca de influenciadores que se pareçam com o seu público. Um perfil que fala de moda, maquiagem e vida fitness provavelmente não é o ideal para vender chocolates, por exemplo.

- Qual o conteúdo do influenciador?
O que ele produz afinal? É um conteúdo mais relacionado a estilo de vida ou humor? Parece ser uma pessoa criativa ou mais do mesmo? Às vezes, apostar em alguém diferente, que não vai fazer só uma foto bonita com o seu produto, mas um conteúdo criativo, pode gerar um bom resultado.

- Observe a presença online do influenciador
Como essa pessoa se comporta nas redes? Quais são seus discursos? Já se envolveu em polêmica? Como trata seus seguidores? Responder a essas perguntas é fundamental para não associar sua marca a alguém que pode ser tido como mal educado, arrogante ou irresponsável. A internet, mesmo que esqueça rapidamente, está ligada em tudo.

- Alô? De onde fala?
Pensamos de forma global, mas quando estamos falando de pequenos negócios, estamos falando de consumo local. Aquela pessoa está na sua região, cidade, bairro? É comum se deparar com influenciadores nordestinos com um número enorme de seguidores, mas a maioria da sua audiência é da região sudeste. É um investimento perdido.

- Microinfluenciadores
Mais uma vez, é preciso ter estratégia: vale mais a pena pagar um influenciador grande e colocar seu produto em um perfil ou capilarizar sua mensagem em perfis menores, mas com uma audiência engajada? Observe quem está em crescimento na rede, como sua audiência se comporta. Os resultados costumam ser extremamente positivos!

- Valorize a diversidade
Temos uma quantidade imensa de influenciadores que parecem ser cópias uns dos outros. Valorize a diversidade: influenciadores LGBTQI+, mães, mulheres pretas, PCD...eles estão nas redes e poucas marcas investem. Faça a diferença!

 

ane oiticica elementuá

 

 

Texto por Ane Oiticica

Ane é nossa gerente de redes sociais e trabalha com marketing digital em grandes empresas, além da Elementuá. Possui mais de 10 anos de experiência no ramo virtual.

@aneoiticica

Deixe o seu comentário